Acesso ao principal conteúdo
Guiné Bissau

Jihadistas recrutam jovens na Guiné Bissau

Jihadistas recrutam na Guiné Bissau
Jihadistas recrutam na Guiné Bissau DR
Texto por: RFI
4 min

Na Guiné-Bissau, o Procurador-geral da República denunciou hoje o recrutamento de jovens guineenses por redes terroristas. António Sedja Man disse que o fenómeno atinge a Guiné-Bissau não em termos de acção, mas sim em recrutamento.  

Publicidade

No âmbito de Assistência e Capacitação das Forcas de Segurança no combate ao Terrorismo, promovida pela UNODC, o Procurador-geral da República, António Sedja Man, denunciou o facto de o terrorismo atingir a Guiné-Bissau, onde os jovens são recrutados para integrar as redes terroristas. António Sedja Man disse que a prática decorre desde 2002.

António Sedja Man adiantou ainda que as autoridades nacionais, por lapso, não deram devido o tratamento ao assunto, permitindo o alistamento de alguns jovens ao terrorismo.

Preocupada com a situação, a Directora da PJ, Filomena Mendes Lopes, apela à consciência nacional, porque as investigações revelam recrutamento de jovens para o campo de treino em Quidal, no deserto de Mali.

O Ministério Público garante um processo célere dos quatro nacionais, em prisão preventiva em Bissau, Mansoa e Bafatá, suspeitos de terem facilitado o trânsito do terrorista mauritaniano no território nacional rumo à vizinha República da Guiné-Conakry.
 

Mais pormenores com o jornalista Aliu Candê, em

Jihadistas recrutam jovens na Guiné Bissau

serviço especial para a RFI

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.