Acesso ao principal conteúdo

Guiné-Bissau: Na Walna na chefia da justiça militar

Daba Na Walna (esq.), a 18 de Abril de 2012 em Bissau, então porta-voz do exército e tenente-coronel
Daba Na Walna (esq.), a 18 de Abril de 2012 em Bissau, então porta-voz do exército e tenente-coronel DR
Texto por: RFI
3 min

O Governo guineense mexeu nas chefias militares com a nomeação de Carlos Mandungal para a topo da Armada e de Daba Na Walna para a liderança do Tribunal Superior Militar.

Publicidade

Sob proposta do chefe do Estado-Maior das Forcas Armadas guineenses, o Governo nomeou o comodoro Carlos Mandungal para a chefia da Armada do país e indicou o brigadeiro-general Daba Na Walna, novo presidente do Tribunal Superior Militar. As mudanças foram anunciadas esta sexta-feira em comunicado do Conselho de Ministros.

 O brigadeiro-general Na Walna substitui o general Eduardo Sanhá, chamado para o cargo de ministro da Defesa guineense. Até agora chefe de gabinete do líder militar do país, o general Biague Nan Tan, aquele que foi porta-voz do comando militar que protagonizou o golpe de Estado de abril de 2012 assume agora a liderança da justiça militar guineense.

Carlos Mandungal, até agora vice-chefe do Estado-Maior da Marinha, era na prática o líder da Marinha de Guerra guineense desde o falecimento, no mês de março, do anterior responsável, o também comodoro Sanhá Clusse.

Assim, a nova equipa dirigente de Armada guineense é constituída pelo comodoro Carlos Mandungal e pelo capitão-de-fragata, Armando Sigá, no cargo de vice-chefe do Estado-Maior da Armada. Sigá era até aqui o comandante do corpo dos fuzileiros navais da Guiné-Bissau.

Mais informação com o nosso correspondente em Bissau, Mussá Baldé.

Correspondência Bissau - Mussá Baldé

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.