Guiné-Bissau

Partidos sem assento parlamentar querem integrar Acordo político

Retrato de Amílcar Cabral no interior da sede do PAIGC em Bissau
Retrato de Amílcar Cabral no interior da sede do PAIGC em Bissau RFI/ Liliana Henriques

O grupo de 18 partidos sem assento parlamentar propôs hoje a criação de uma Comissão Política e Social para a implementação do Acordo Político, patrocinado pela CEDEAO, para a saída da crise guineense.

Publicidade

A Comissão a ser dirigida pelo Presidente do Parlamento é integrada por todas as formações políticas com e sem assento parlamentar, o grupo dos 15 deputados dissidentes, antigos primeiros-ministros, um representante do poder judicial, dois representantes do Presidente da República e a sociedade civil, com competências de indicar figura para chefia do futuro governo de inclusão e os seus membros.

Segundo o roteiro, a constituição do futuro governo de inclusão será feita até Novembro e a apresentação do Programa e Orçamento geral de Estado em Dezembro.

A comunidade internacional é chamada como observadora para integrar a Comissão Política e Social que irá funcionar até a realização das eleições.

O Porta-voz do colectivo, Manuel Alípio da Silva da Frente Democrática defende que a Comissão irá funcionar em paralelo com o Parlamento, sem riscos de colisão.

A proposta dos 18 partidos sem assento parlamentar foi entregue a todos os órgãos da soberania, a CNE e a comunidade internacional.

A iniciativa surge numa altura em que o país aguarda com expectativa o início das negociações, 23 dias depois da assinatura do acordo para a saída da crise.

O PAIGC, Partido vencedor das legislativas, procura a reconciliação partidária interna com o famoso grupo dos 15 deputados, que declinou hoje o chamamento da direcção superior.

Compareceu para este encontro, apenas um representante de Braima Camará.

O grupo condiciona a sua presença com a demissão do Presidente do PAIGC- Domingos Simões Pereira, e consequente criação de uma Comissão de Gestão até a realização do Congresso.

Isso para além da reintegração deste grupo, tanto nas estruturas internas do Partido e como nos Órgãos do Parlamento. Mais pormenores com Aliú Candé em serviço especial para a RFI.

Correspondência da Guiné-Bissau

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI