Guiné-Bissau

José Mário Vaz vai a Conacri sem proposta no bolso

José Mário Vaz vai a Conacri sem proposta no bolso
José Mário Vaz vai a Conacri sem proposta no bolso (CC)
Texto por: RFI
4 min

O Presidente guineense viajou esta sexta-feira para Guiné-Conacri. José Mário Vaz  vai encontrar-se com o seu homólogo Alfa Condé para falar sobre a crise política na Guiné-Bissau que continua marcada pelo impasse. As partes não se entendem sobre a figura que vai chefiar o governo inclusivo.

Publicidade

O Presidente da República partiu hoje para a capital Conacri sem uma proposta concreta para a saída da crise. As auscultações culminaram ontem com posições contraditórias em relação ao segundo ponto do acordo, ou seja a formação do governo inclusivo.

Contudo, José Mário Vaz refere que é possível aproximar as partes e acredita que uma solução será encontrada dentro em breve.

"Eu não levo nada em concreto. Penso que eu, como todos os guineenses, nós também temos de estar optimistas. Ai de nós se pensássemos o contrário. Eu estou perfeitamente convicto que será desta vez que vamos sair desta situação".

O chefe de Estado alertou ainda para o facto de o país não poder continuar refém das diferentes posições do PAIGC e do PRS, por isso defende uma solução global da crise.

"Os dois partidos terão de se entender mas é importante não esquecer, também, que não considerando realmente os quinze deputados, havendo alianças, não será possível fazer passar o programa do governo ou o orçamento".

A RFI apurou que os assinantes do acordo, patrocinado pela CEDEAO para a saída da crise vão reunir-se em Conacri com o mediador Alfa Conde, Presidente da Guiné-Conacri, já na próxima semana.

Correspondência de Aliú Candé

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI