Artes

Flora Gomes no festival "África(s): cinema e revolução"

Áudio 14:19
Cineasta guineense Flora Gomes
Cineasta guineense Flora Gomes RFI

No Brasil o mês de Novembro é o mês da Consciência Negra, à margem desta iniciativa termina esta quinta-feira (24/11) em São Paulo o festival « África(s): Cinema e Revolução» com destaque especial para filmes realizados nos primórdios das independências nos países afro-lusófonos.Em São Pulo está o cineasta guineense Flora Gomes, com os filmes "Mortu Nega" a primeira das suas seis longas-metragens de1987 e "Po di Sangui" de 1996, que se mostra surpreso com o interesse manifestado pelo público brasileiro, académico e não só pela cinematografia afro-lusófona.A entrevista é ilustrada com extractos das bandas sonoras de "Mortu Nega" e "Po di Sangui".