Guiné-Bissau/Política

Guiné-Bissau: PAIGC retira confiança política a JOMAV

José Mário Vaz, presidente da Guiné-Bissau
José Mário Vaz, presidente da Guiné-Bissau CELLOU BINANI / AFP

Na Guiné-Bissau, o PAIGC, partido vencedor das últimas eleições legislativas, retirou a confiança política ao Presidente do país, José Mário Vaz. O anúncio foi feito pelo porta-voz do partido, João Bernardo Vieira, no final de uma reunião extraordinária do comité central.

Publicidade

Numa deliberação do Comité Central – órgão de decisão nos intervalos de Congressos – o PAIGC decidiu suspender de militância o cidadão José Mário Vaz, actual Presidente da Guiné-Bissau.

O histórico partido também decidiu retirar a sua confiança política ao chefe do Estado, que acusa de prejudicar e afrontar o partido.

Segundo o porta-voz do PAIGC, o Presidente José Mário Vaz é “o principal promotor de toda a grave crise politica que tem assolado o país há cerca de dois anos”.

O PAIGC esclarece ainda que não fará parte no Governo do recém-eleito primeiro-ministro Umaro Sissoco Embaló por considerar ser um executivo forjado de forma unilateral pelo presidente da República.

O PAIGC diz ter provas de violações aos estatutos do partido, que teriam sido praticadas por José Mário Vaz. Documentos que vai juntar e entregar ao Conselho de Jurisdição do partido para que o órgão sancionatório tome as devidas medidas.

Com a colaboração do correspondente em Bissau, Mussá Baldé.

Correspondência da Guiné-Bissau

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI