Guiné-Bissau

Parlamento guineense pede ajuda à comunidade internacional

Cipriano Cassamá, o presidente da Assembleia Nacional Popular da Guiné-Bissau
Cipriano Cassamá, o presidente da Assembleia Nacional Popular da Guiné-Bissau Facebook de Cipriano Cassamá

O Presidente da Assembleia Nacional Popular Cipriano Cassamá avisou os embaixadores que ainda não é claro e definitiva a formação de um Governo inclusivo e de consenso para acabar com a crise política.

Publicidade

O Presidente da Assembleia Nacional Popular, Cipriano Cassamá, reuniu-se hoje com os representantes da comunidade internacional para lhes pedir que ajudem a resolver a crise política no país.

Cipriano Cassamá afirmou aos representantes da CEDEAO, União Africana, União Europeia, CPLP e Nações Unidas que deviam aguardar até o próximo dia 17 de Dezembro pelo anunciou do Presidente da Guine-Conacri, Alpha Conde, mediador da crise guineense. 

No cerne da questão está  a escolha da figura para ser primeiro-ministro da Guiné-Bissau, apesar do Presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, ter nomeado por decreto, no passado 18 de Novembro, Umaro Sissoco Embaló como novo primeiro-ministro do país.

Antes de declarar apoio ou não ao actual primeiro-ministro, Umaro Sissoco Embaló, o Presidente do Parlamento guineense quer que se aguarde pela cimeira de chefes de Estado da CEDEAO a ter lugar na Nigéria.

Óscar Barbosa, conselheiro político de Cipriano Cassamá, afirmou que foi pedido "aos embaixadores, aqui presentes, que falassem com todos os actores políticos nacionais no sentido de haver uma contenção, haver um resfriamento de posições para facilitar as tarefas da CEDEAO e do seu mediador que vão ser vão ser expostas na cimeira de Abuja, no próximo dia 17 de Dezembro".

O presidente do Parlamento guineense entende que se não forem dissipadas as dúvidas em torno da figura escolhida à luz do Acordo de Conacri para ser primeiro-ministro, as instituições da República continuarão bloqueadas e a crise política ser prolongada como nos conta o nosso correspondente em Bissau, Mussá Baldé.

Correspondente Guiné-Bissau

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI