Guiné-Bissau

Quinto governo toma posse na Guiné-Bissau

Umaro Sissoso Embaló, Primeiro-ministro da Guiné Bissau
Umaro Sissoso Embaló, Primeiro-ministro da Guiné Bissau crédit ?

O governo chefiado por Umaro Cissoko tomou hoje posse. Nomeado, ontem, por decreto presidencial, este é o quinto executivo em dois anos e meio de legislatura.

Publicidade

Governo é composto por 37 membros, 24 ministros e 13 secretários de Estado. O executivo compõe-se por elementos do Partido da Renovação Social na sua maioria que já estavam no Governo de Baciro Djá, demitido a 15 de Novembro.

Dos 24 ministros não há uma única mulher, as quatro mulheres que foram incluídas no Governo são todas secretarias de Estado

O ministério da Mulher e Família é dirigido por um homem. Elisabete Yala, a viúva do ex-presidente guineense, Kumba Ialá, é a grande novidade do governo de Umaro Cissoko Embaló. É a primeira vez que Elisabete Yala entra para um cargo no Estado guineense.

Dos 24 ministros, quatro têm o título de ministros de Estado. O antigo Presidente do Parlamento guineense, Jorge Malú, arquitecto de formação, é o novo chefe da diplomacia.

O antigo porta-voz do Governo de transição, Fernando Vaz, que se seguiu ao golpe militar de 2012, regressa ao governo para ser ministro do Turismo e Artesanato.

Há uma baixa a assinalar, a de Braima Mané, secretário de Estado do Ordenamento do Território, que recusou o cargo, diz em nome da coerência política.

O Governo já tomou posse, com o Presidente, José Mário Vaz, a apelar para que o Parlamento volte a abrir as portas para que Umaro Cisssoko Embalo possa apresentar o seu programa de acção como nos explica o nosso correspondente em Bissau, Mussá Baldé.

Correspondência da Guiné-Bissau

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI