Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Presidente diz que CEDEAO não colocou em causa governo

Presidente da Guiné-Bissau, José Mario Vaz. 11 de Junho de 2014.
Presidente da Guiné-Bissau, José Mario Vaz. 11 de Junho de 2014. AFP PHOTO / SIA KAMBOU

O presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, tinha agendado para hoje um encontro com os cinco partidos com assento parlamentar para debater dos resultados da cimeira da CEDEAO do fim-de-semana passado em Abuja, na Nigéria. Três dos cinco partidos com assento no Parlamento, bem como a direcção do próprio Parlamento, não foram à reunião.

Publicidade

O encontro anunciado como sendo uma reunião de trabalho com partidos políticos com assento parlamentar, órgãos de soberania e sociedade civil, acabou por ser uma comunicação do Presidente José Mário Vaz.

O chefe do Estado guineense aproveitou a ocasião para informar sobre o que se passou na cimeira da CEDEAO, no sábado na Nigéria. Disse, por exemplo, que em nenhuma circunstância a CEDEAO colocou em questão o governo liderado por Umaro Sissico Embaló.

Para o Presidente José Mário Vaz, ao invés de a classe politica semear mais divisões, o melhor é eleger o diálogo para a busca de uma solução definitiva para a crise política.

O Presidente guineense quer um diálogo nacional mas exorta para que as soluções que lhe sejam apresentadas sejam inovadoras.

Três dos cinco partidos com assento no Parlamento, bem como a direcção do próprio Parlamento, não participaram no encontro no Palácio da Presidência.

Oiça aqui a reportagem de Mussá Baldé, correspondente em Bissau.
 

Correspondência de Bissau

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI