GUINÉ-BISSAU

Guiné-Bissau: novo governo é até 2018

José Mário Vaz, presidente da Guiné-Bissau
José Mário Vaz, presidente da Guiné-Bissau CELLOU BINANI / AFP

O Presidente guineense José Mário Vaz não tem dúvidas de que o Governo de Umaro Sissoco Embalo vai até 2018, ou seja, que não será demitido, como, aliás, reclamam alguns sectores políticos guineenses.

Publicidade

O chefe do Estado presidiu esta sexta-feira à primeira reunião do conselho de ministros para reforçar isso mesmo: Total confiança no Governo de Sissoco Embalo.

Por sua vez, o primeiro-ministro, Sissoco Embaló, que ontem regressou de uma viagem ao Chade, Congo e Níger, voltou a mostrar abertura para falar com os partidos que contestam o seu Governo para todos juntos tirar o país do subdesenvolvimento.

Quatro dos cinco partidos com assento Parlamentar contestam o Governo de Sissoco Embalo.
 

Confira aqui a correspondência de Mussá Baldé em Bissau.

 

Correspondência de Bissau

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI