Acesso ao principal conteúdo
GUINÉ-BISSAU

Guiné-Bissau: PAIGC volta a suspender membros

Domingos Simões Pereira, chefe do PAIGC, continua a enfrentar vozes discordantes no seu partido
Domingos Simões Pereira, chefe do PAIGC, continua a enfrentar vozes discordantes no seu partido RFI
Texto por: RFI
2 min

Depois de 15 deputados expulsos do partido há exactamente um ano, o conselho de jurisdição do PAIGC suspendeu de militância 11 dirigentes entre actuais e anteriores membros do Governo.

Publicidade

Três destacados dirigentes foram suspensos durante oito anos. São eles: Botche Candé, actual ministro de Estado e do Interior, Tomás Barbosa, ministro da Cultura e Juventude e Evarista de Sousa, secretaria de Estado da Floresta e Pecuária.
Durante quatro anos foram suspensos oito outros dirigentes, alguns são membros do actual Governo. Todos são acusados de desrespeito aos estatutos do PAIGC por terem integrado os governos sem o aval do partido. Outros são ainda acusados de reincidência na mesma prática.
Continua assim a guerra interna no seio do PAIGC acentuada sobremaneira após o ultimo congresso do partido, realizado em Fevereiro de 2014.
Neste momento o partido está dividido em duas alas, uma que apoia a direcção de Domingos Simões Pereira, presidente eleito no congresso realizado na cidade de Cacheu e uma outra ala, comandada por Braima Camará, candidato derrotado em Cacheu.
Os deputados expulsos como os dirigentes agora suspensos integram ala próxima ao Braima Camará.

O PAIGC, partido histórico guineense, sob a batuta actual de Domingos Simões Pereira, demitido do cargo de primeiro-ministro pelo chefe de Estado em Agosto de 2015, que alegara incompatibilidade no relacionamento bilateral, continua dividido.

Um cenário que tem paralisado vários governos consecutivos que até ao momento não conseguiram aprovar no parlamento nem o respectivo programa nem o orçamento.

Com a colaboração de Mussá Baldé em Bissau

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.