Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Sissoco Embaló: "não há bandidos na Guiné-Bissau"

Umaro Sissoco Embaló , primeiro-ministro da Guiné-Bissau
Umaro Sissoco Embaló , primeiro-ministro da Guiné-Bissau
Texto por: RFI
2 min

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, entregou hoje ao líder do Parlamento guineense, Cipriano Cassamá, o seu programa do Governo. O governante disse esperar que o documento seja brevemente debatido em sessão plenária do órgão.

Publicidade

De acordo com as palavras do primeiro-ministro, Umaro Cissoko Embaló, o encontro com Cipriano Cassamá decorreu dentro de um clima de cordialidade entre camaradas do mesmo partido e responsáveis políticos preocupados com o país.

Como é da praxe o primeiro-ministro entregou pessoalmente o programa do Governo e disse que esperar que o documento seja apreciado nos órgãos competentes do Parlamento para que depois possa ser submetido à apreciação e aprovação dos deputados em sessão plenária.

Sobre a troca de galhardetes registada nos últimos dias entre os dois dirigentes, Umaro Embaló disse ter sido tudo um mal-entendido perfeitamente sanado na conversa que ambos tiveram esta manhã.

Em causa estão as declarações de Cipriano Cassamá que afirma ter indicações de que o Governo se prepara para tomar de assalto o Parlamento e forçar a aprovação do seu programa de ação. Sobre o assunto Umaro Cissoko Embalo refere que " como eu já disse aqui não há bandidos. Essa casa é a casa do povo, portanto não pode haver assaltos. Assaltos faz-se aos bancos, não é?! Aqui como eu disse, eu não vou permitir nenhum assalto na Assembleia. Os deputados vêm para a Assembleia. Agora assalto, eu não tenho conhecimento disso", refere o chefe do executivo.

Antes de receber o programa do Governo, Cipriano Cassama, fez questão de entregar a Umaro Embalo dois livros,  um contendo a Constituição da Republica e outro sobre o regimento de funcionamento do Parlamento.

Correspondência de Mussá Baldé

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.