Guiné Bissau / Conselho de Estado

Guiné Bissau : Discórdia total no Conselho de Estado

José Mário Vaz, Presidente da Guiné Bissau
José Mário Vaz, Presidente da Guiné Bissau Pedro Nunes/LUSA

Decorreu, nesta Segunda – feira, até à noite, a reunião do Conselho de Estado, órgão consultivo do Chefe de Estado, num ambiente que - visívelmente - terá sido tenso, numa altura em que o País continua em crise política.

Publicidade

A reunião do Conselho de Estado, órgão consultivo do Presidente guineense, teria decorrido, na segunda-feira, num clima de discórdia total. Pelo menos é o que disseram aos jornalistas alguns conselheiros.
 

Domingos Simões Pereira, líder do PAIGC, e Cipriano Cassamá, Presidente do Parlamento, disseram mesmo que houve insultos e palavras ofensivas, no meio dos debates, entre os conselheiros do Estado.

Cipriano Cassamá, o líder do Parlamento guineense, fala numa reunião que mais parecia uma cabala montada contra a sua figura.

Mesmo perante os ataques de que foi alvo, Cassamá disse que entregou uma proposta ao Chefe do Estado, José Mário Vaz, para a saída da crise política que afecta a Guiné-Bissau há quase dois anos. Grosso modo, disse que a proposta passa pela implementação urgente do Acordo de Conacri.
Oiça aqui mais pormenores, com Mussá Baldé, correspondente da RFI em Bissau

Correspondência de Mussá Baldé, em Bissau

Por seu turno, Vítor Mandinga, deputado e membro do Governo, também Conselheiro de Estado, disse que a crise de que se fala não é mais do que a teimosia do PAIGC em bloquear as instituições da Republica, situação que disse ser inaceitável.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI