Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Guiné-Bissau : segunda via para Conacri ?

Presidente guineense Alpha Condé, mediador da CEDEAO na Guiné-Bissau
Presidente guineense Alpha Condé, mediador da CEDEAO na Guiné-Bissau AFP/CELLOU BINANI
Texto por: RFI
3 min

Na Guiné-Bissau continua a não haver consenso político. Na próxima sexta-feira, os signatários do controverso Acordo de Conacri voltam a reunir na capital da vizinha Guiné sob os auspícios do Presidente Alpha Condé que vai tentar alcançar um novo entendimento.

Publicidade

O emissário do mediador da CEDEAO para a crise guineense esteve esta quarta-feira, 8 de Março, durante algumas horas em Bissau.

O Presidente Alpha Condé despachou para Bissau o seu ministro de Estado e secretário-geral da Presidência, Nabi Bangoura, para entregar pessoalmente ao Presidente José Mário Vaz uma mensagem, mas também para falar com as partes desavindas da crise guineense e ainda com os representantes da comunidade internacional.

Nabi Bangoura reforçou o empenhamento pessoal do Presidente Condé, agora também Presidente em exercício da União Africana, para ajudar os guineenses a saírem do impasse que já dura há quase dois anos, mas vincou a confiança daquele chefe do Estado no Acordo de Conacri para a saída da crise.

Assim sendo, já esta sexta-feira, os signatários do referido acordo voltam de novo à Conacri para ver se será desta que haverá um entendimento definitivo na Guiné-Bissau como nos reporta o nosso correspondente em Bissau, Mussá Baldé.

Correspondente na Guiné-Bissau Mussá Baldé

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.