Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Advogados denunciam agressões da PJ

O jornalista angolano Sedrick Carvalho mostra-se céptico quanto à resposta a ser dada por Angola.
O jornalista angolano Sedrick Carvalho mostra-se céptico quanto à resposta a ser dada por Angola. DR
Texto por: RFI
3 min

Um grupo de advogados da Guiné-Bissau denunciou esta quarta feira alegados actos de agressões físicas e verbais que têm sido alvo por parte de agentes da Polícia Judiciaria, em Bissau.

Publicidade

O grupo de advogados guineenses organizou, esta quarta-feira, uma conferência de imprensa para denunciar as alegadas agressões que teriam acontecido nos últimos cinco meses, envolvendo três advogados da mesma firma.

Na conferência de imprensa estiveram presentes os advogados José Paulo Semedo, Ruth Monteiro e Fernando Gomes, este ultimo antigo ministro do Interior da Guiné-Bissau. Em nome dos colegas, Fernando Gomes pede a intervenção das autoridades do país, caso contrário promete avançar com uma queixa-crime contra o Estado da Guiné-Bissau.

Frenado Gomes referiu, no entanto, que não querem afrontar a polícia. "Não estamos aqui para afrontar a polícia, nesse caso a PJ. Nós não estamos aqui agindo em própria, nós estamos aqui defendendo os direitos garantidos e as liberdades constituídas. Esses episódios são muito maus para nós, para a polícia e principalmente para o povo. Esta situação começa a ficar preocupante no país quando os casos de agressões a advogados se sucedem", conclui.

Contactada pela RFI, a direcção da Polícia Judiciária promete reagir
sobre as denúncias dos advogados brevemente.

Correspondência de Mussá Baldé

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.