Guiné-Bissau, o "projecto ditatorial do presidente José Mário Vaz"

Áudio 10:36
José Mário Vaz, presidente da Guiné-Bissau
José Mário Vaz, presidente da Guiné-Bissau AFP PHOTO / ALFA BA

A CEDEAO anunciou esta quinta-feira que irá decretar sanções às individualidades e instituições da Guiné-Bissau que estejam a impedir que se acabe com a crise política no país.Um anunciou feito um dia depois do presidente José Mário Vaz ter nomeado Artur Silva para o cargo de primeiro-ministro do país, o sexto em três anos.Para o sociólogo guineense Dautarin da Costa, o que se assiste neste momento no país é a “consolidação de um projecto ditatorial do presidente da República José Mário Vaz”.