Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Guineenses chamados às urnas para as legislativas

Uma mesa de voto da capital, pouco depois das 7h, hora de abertura.
Uma mesa de voto da capital, pouco depois das 7h, hora de abertura. RFI/Liliana Henriques
Texto por: Liliana Henriques
2 min

Mais de 761 mil eleitores são chamados às urnas hoje para escolher entre os candidatos de 21 partidos quem vai ocupar os 102 assentos da Assembleia Nacional Popular. As mais 3 mil mesas de voto repartidas pelos 29 círculos eleitorais do país abriram às 7 horas sem registo de incidentes, a votação devendo terminar às 17 horas de Bissau, 18 horas de Paris.

Publicidade

Logo pelos primeiros instantes do início da votação, a RFI pôde constatar uma boa afluência às urnas. Para além da sociedade civil que anunciou há dias ter mobilizado mais de 400 voluntários para monitorar as eleições e prevenir quaisquer incidentes, o escrutínio está a ser acompanhado pelos 18 observadores da CPLP, Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, 40 da CEDEAO, Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, 50 da União Africana e 30 dos Estados Unidos.

Uma mesa de voto da capital esta manhã um pouco depois das 7h30 de Bissau.
Uma mesa de voto da capital esta manhã um pouco depois das 7h30 de Bissau. RFI/Liliana Henriques

Cerca de 6 mil elementos das forças de segurança e de defesa foram mobilizadas para garantir a segurança do acto eleitoral, um escrutínio que suscita muitas expectativas mas também paixões por parte dos apoiantes dos diversos partidos. Estas eleições têm por objectivo abrir um novo ciclo depois de quase 4 anos de crise politica no país.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.