Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Guiné-Bissau quer aproximar jovens da política

Imagem de arquivo
Imagem de arquivo RFI/Liliana Henriques
Texto por: RFI
4 min

Cerca de 650 jovens estão reunidos em campos de férias em Cacheu, norte da Guiné-Bissau, para participar em acções de capacitação que pretendem aproximar os jovens da vida política.

Publicidade

A cidade de Cacheu, no norte da Guiné-Bissau, acolhe até ao dia 25 de Agosto cerca de 500 jovens que participam em várias acções de capacitação.

A iniciativa é da Rede Nacional das Associações Juvenis e da Escola Nacional de Voluntariado e pretende aproximar os jovens da política.

Na abertura dos trabalhos o líder da Rede Nacional das Associações Juvenis, Seco Nhaga, exortou os políticos guineenses a consagrarem 20% do orçamento geral do estado para o sector da educação.

Também a representante do Programa das Nações Unidas, Janet Murdock, afirmou que os políticos guineenses deviam trabalhar para que seja criada uma legislação que permita a presença de mais jovens no parlamento do país.

Raparigas na liderança

Na cidade de Cachungo, cerca de 150 fazem um estágio promovido pela Rede Nacional de Jovens Mulheres Líderes que pretende remover barreiras socioculturais que impeçam a ascensão social das meninas aos lugares de decisão.

Neste mês as acções de capacitação para os mais jovens decorrem em outras cidades guineenses, como é o caso de Gabu, no leste, e em Buba, no sul.

Correspondência de Mussá Baldé

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.