Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Militares impedem exercício da liberdade de imprensa no norte de Moçambique

Forças armadas intimidam jornalistas em Moçambique no exercício da profissão e da liberdade de imprensa
Forças armadas intimidam jornalistas em Moçambique no exercício da profissão e da liberdade de imprensa F1jmm HENRY Bruno/CC/Wikimedia Commons
Texto por: Orfeu Lisboa
4 min

Em Moçambique, as forcas de defesa e segurança tudo fazem para impedir o exercício dos jornalistas, sobretudo na província de Cabo Delgado, norte do país, alvo de ataques armados de grupos de insurgentes desde 2017. 

Publicidade

Por ocasião da celebração, hoje, dos 42 anos da sua criação,o Sindicato nacional de Jornalistas moçambicanos, mostra-se preocupada com a acção de forças de defesa e segurança que tentam impedir o exercício da profissãoe da liberdade de imprensa.

Sobretudo, na província de Cabo Delgado, norte do país, alvo de ataques armados de grupos de insurgentes desde 2017. 

A liberdade de imprensa é quase uma realidade em Moçambique considera o Sindicato nacional de jornalistas pese embora os profissionais da área se vejam algumas  vezes  confrontados com situações de intimidação e raptos.

Sao acções protagonizadas por grupos bem identificados e perante o silencio do poder político e judicial manifesta preocupação o Secretário-geral do Sindicato Nacional de Jornalistas SNJ, Eduardo Constantino.  

"Há outras situações em que particularmente militares impedem  o exercício da profissão."

Preocupações e apelos ouvidos neste dia, em que a 42 anos era criado em Moçambique, o sindicato nacional dos jornalistas.

É assim que todos os anos, a 11 de Abril, celebra se o dia do jornalista moçambicano com clamores para uma melhor valorização da classe através da criação de boas condições de trabalho e salarial assim como a introdução da carteira profissional. 

Correspondência de Moçambique 11-04-2020

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.