Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

52 jovens assassinados por rejeitarem aliar-se a insurgentes em Cabo Delgado

Insurgentes matam 52 jovens que recusaram alistar-se nas suas fileiras na província do Cabo Delgado devido a ataques que têm provocado debandada de famílias inteiras
Insurgentes matam 52 jovens que recusaram alistar-se nas suas fileiras na província do Cabo Delgado devido a ataques que têm provocado debandada de famílias inteiras AFP/File
Texto por: Orfeu Lisboa
3 min

Em Moçambique, 52 Jovens foram assassinados por rejeitarem aliar-se aos insurgentes em Cabo Delgado. Segundo o porta-voz do Comando-geral da Polícia, a recusa desses jovens provocou a ira dos malfeitores que os mataram.

Publicidade

Em Moçambique, 52 jovens foram assassinados na aldeia de Xitaxi, por terem recusado aliar-se a grupos armados no distrito de Muidumbe, rebelião que vem operando na província nortenha de Cabo Delgado, declarou à imprensa o porta-voz do Comando Geral da Polícia, Orlando Modumane.

"Os jovens que estavam para ser recrutados ofereceram resistência, o que provocou a ira dos malfeitores que indiscriminadamente balearam mortalmente 52 jovens", sublinhou o porta-voz do Comando-geral da polícia moçambicana.

O porta-voz da polícia moçambicana disse ainda que as Forças de Defesa e Segurança reforçaram as operações nos pontos mais críticos da província de Cabo Delgado.

"Temos estado a intensificar várias acções operativas, visando a sua neutralização e consequente responsabilização pelos atos criminosos e hediondos que têm perpetrado naquele ponto do país", concluiu Orlando Modumane.

Porta-voz do Comando Geral da Polícia, Orlando Modumane, em declarações recolhidas por Orfeu Lisboa

A província de Cabo Delgado, tem sido fustigada por ataques de grupos armados denunciado pelas forças de segurança e defesa moçambicanas como uma ameaça terrorista.

Esses insurgentes já mataram, pelo menos, 400 pessoas desde outubro de 2017, em Moçambique.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.