Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Quebrada cadeia de infecção por coronavírus num acampamento da petrolífera Total em Moçambique

Controlada cadeia de transmissão pelo coronavírus no acampamento da multinacional francesa TOTAL, onde oficialmente, foi confirmado a 22 de Março, o primeiro caso da covid19 em Moçambique
Controlada cadeia de transmissão pelo coronavírus no acampamento da multinacional francesa TOTAL, onde oficialmente, foi confirmado a 22 de Março, o primeiro caso da covid19 em Moçambique © Orfeu Lisboa
Texto por: Orfeu Lisboa
2 min

A infecção por coronavírus no acampamento da petrolífera francesa Total, localizado na península de Afungi, distrito de Palma, em Cabo Delgado, está controlada. A informação foi confirmada pelo Ministro da Saúde de Moçambique. Isto quando, um cidadão infectado pela covid-19 e em quarentena obrigatória, morreu hoje, em Cabo Delgado. 

Publicidade

Está quebrada a cadeia de transmissão pelo novo coronavírus no acampamento da multinacional francesa TOTAL, onde oficialmente, foi confirmado, a 22 de Março, o primeiro caso da Covid19 em Moçambique.

A confirmação foi revelada pelo ministro da Saúde, Armindo Tiago ao país e na província de Cabo Delgado, com mais da metade dos casos de infecção, em Moçambique. 

Isto quando a petrolífera francesa Total reafirmou hoje que o ano de 2024 continua a ser a data de referência para o início da exploração de gás natural em Moçambique, apesar da suspensão de 7 semanas das actividades nas suas instalações em Cabo Delgado, no norte do país, após a descoberta de casos de coronavírus.

Declarações que surgem numa altura em que as autoridades sanitárias referem ter quebrado a cadeia de transmissão no acampamento da total, embora também continue a recomendar a prudência. 

Entretanto, um cidadão infectado pela covid-19 e em quarentena obrigatória, morreu hoje, em Cabo Delgado, anunciou o Ministério da Saúde de Moçambique.

Ainda assim assegura, num dia em, que o país registou mais um caso positivo, que esta morte não tem a ver com a pandemia.

Moçambique contabiliza assim um cumulativo de 146 casos positivos, 48 recuperados dois dos quais anunciados hoje e 1890 pessoas continuam em quarentena obrigatória. Ainda de acordo com informações oficiais, o país ainda não registou qualquer óbito relacionado com a covid-19.

Contudo, as autoridades de saúde estão preocupadas com o surgimento de novas cadeias de transmissão.

Assim, as autoridades apelam aos cidadãos a observarem as recomendações do governo para se evitar que o país entre para uma situação de calamidade de saúde pública.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.