Acesso ao principal conteúdo
Moçambique/Covid-19

Moçambique: estado de emergência sanitária prolongado até 29 de julho

Presidente Filipe Nyusi prorroga estado de emergência sanitária até 29 de julho de 2020, mas anuncia retoma gradual das aulas presenciais e dos voos internacionais em regime de reciprocidade.
Presidente Filipe Nyusi prorroga estado de emergência sanitária até 29 de julho de 2020, mas anuncia retoma gradual das aulas presenciais e dos voos internacionais em regime de reciprocidade. AFP
2 min

Presidente Filipe Nyusi prorrogou até 29 de julho o estado de emergência sanitária, para tentar conter a propagação da pandemia de Covid-19, mas anunciou aligeiramento nas medidas de restrição, a retoma gradual das aulas presenciais e a reabertura de voos em regime de reciprocidade.

Publicidade

O parlamento moçambicano analisa em video-conferência esta segunda-feira (29/06) a prorrogação na véspera e pela terceira vez consecutiva, pelo Presidente Filipe Nyusi do estado de emergência sanitária em todo o país, por mais 30 dias, ou seja de 30 de Junho a 29 de Julho, o que vai totalisar 120 dias de restrições, para tentar conter a propagação da pandemia de Covid-19. 

"...necessitamos de evitar a propagação da Covid-19, mas precisamos também de evitar o colapso da nossa economia, devemos preparar para de forma pro-activa enfrentar o período que seguirá a presente pandemia, entre relaxar, manter ou agravar decidi prorrogar pela terceira vez o estado de emeregência por mais 30 dias em todo o território nacional...decidimos pois manter o nível 3 e adequar de forma faseada algumas medidas com impacto na economia do país, permitindo que alguns sectores de actividades possam funcionar.

Na educação: retoma faseada das aulas presenciais no ensino primário e secundário, abertura para entrada de especialistas, gestores e investidores no país, vamos autorizar voos com os países seleccionados em regime de reciprocidade, funcionamento das instituições públicas e privadas, aumentar de um terço para uma quantidade não superior a metade, o efectivo  laboral presencial".

O ensino superior e outros subsistemas vão igualmente reabrir, em conformidade com a situação epidemiológica ou a capacidade de cumprir as medidas de prevenção    

Só é permitida a abertura de museus e galerias, mas os visitantes devem estar a uma distância física de dois metros.

Os cinemas e teatros permanecem encerrados, tal como os locais de culto,enquanto os restaurantes podem continuar a funcionar, mantendo a área do bar fechado e cumprir o horário de encerramento.

A validade dos documentos caducados durante o estado de emergência, incluindo os vistos de viagem já emitidos, foi também estendida até 30 de setembro próximo.

Filipe Nyusi considerou que o esforço visando travar a pandemia de Covid-19 no país e reduzir a pressão sobre os hospitais, “apesar de imenso não foi suficiente”, admitindo que se assiste a “uma tendência generalizada de agravamento” da doença, que já causou 883 pessoas infectadas e 6 óbitos.

Esta segunda-feira a Organização Mundial da Saúde - OMS - vai reforçar a capacidade de diagnóstico da pandemia de Covid-19 em Moçambique, com a entrega de uma nova máquina de testes em laboratório que vai ser entregue ao Ministério da Saúde.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.