Acesso ao principal conteúdo
Artes

A "Luz" vibrante de Selma Uamusse

Áudio 24:56
O novo disco de Selma Uamusse foi lançado no passado dia 24 de Julho.
O novo disco de Selma Uamusse foi lançado no passado dia 24 de Julho. © capa do disco "Liwoningo" de Selma Uamusse
Por: Liliana Henriques

Neste magazine "Artes", focamos o nosso olhar sobre as sonoridades marcadas pela espiritualidade e um apelo à tolerância de "Liwoningo" ("Luz" em chope), o nome do 2° álbum da cantora de origem moçambicana Selma Uamusse, um trabalho apresentado no passado dia 18 de Julho em Lisboa, antes de chegar às bancas e plataformas digitais no dia 24 de Julho, alguns meses depois da data inicialmente prevista devido à crise provocada pelo coronavírus.

Publicidade

Com letras cantadas em português, inglês e nas línguas faladas em Moçambique, "Liwoningo" é o fruto de várias colaborações, nomeadamente com o brasileiro Guilherme Kastrup, músico e produtor distinguido nos Grammy pelos seus trabalhos com a cantora brasileira Elza Soares.

Este novo álbum que chega num momento peculiar, vem a seguir a um primeiro disco "Mati" lançado em 2018 que conquistou o público e a crítica. Por conseguinte, dois anos depois, não deixava de haver alguma pressão à volta deste 2° trabalho, admite Selma Uamusse.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.