Acesso ao principal conteúdo
#Moçambique/Acordo de Paz

Presidente de Moçambique apela junta militar ao diálogo

Filipe Nyusi, Presidente de Moçambique. Imagem de arquivo de 25 de Maio de 2019.
Filipe Nyusi, Presidente de Moçambique. Imagem de arquivo de 25 de Maio de 2019. AFP - SIPHIWE SIBEKO
Texto por: Orfeu Lisboa
5 min

Em Moçambique, o Presidente da República apelou à auto-proclamada junta militar para aderir ao processo de Desmobilização, Desmilitarização e Reintegração. Filipe Nyusi manifestou a sua abertura e a do presidente da Renamo, Ossufo Momade, para o diálogo. 

Publicidade

O Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, quer ver os membros da auto-proclamada junta militar, liderados pelo general Mariano Nhongo, integrados no processo de Desmobilização, Desmilitarização e Reintegração.

Mariano [Nhongo] pode simplesmente vir juntar-se ao processo , pode falar com Ossufo [Momade], pode falar comigo , apesar de todas as diferenças que há, não há essa limitação do nosso lado. Precisamos de compreender o que é, o que é que precisa e como é que querem porque nós estamos neste processo, que é um processo inacabado, mas o Mariano Nhongo tem que ter a certeza que é moçambicano, é necessário para construir este país e não para o destruir”, afirmou na província de Sofala, no centro de Moçambique.

Por outro lado, o enviado especial do Secretário Geral das Nações Unidas, Mirko Manzoni, assegurou que o acordo alcançado entre o falecido líder histórico da Renamo Afonso Dhlakama e o governo está a ser cumprido na íntegra.

É difícil de dizer que estamos a fazer coisas que não são negociadas, que não foram acordadas com [Afonso] Dhlakama. Não é verdade”, disse o representante da ONU.

Mirko Manzoni considera, por isso, que não há razões para que a auto-proclamada junta militar continue a matar civis, nas províncias de Manica e Sofala, no centro de Moçambique.

Oiça aqui a reportagem de Orfeu Lisboa.

Reportagem de Orfeu Lisboa

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.