Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Moçambique: Economia em Cabo Delgado sofre devido ao terrorismo

Vast gasfields discovered off the coast of Mozambique's northern Cabo Delgado province in 2010 have raised hopes of prosperity among its impoverished population
Vast gasfields discovered off the coast of Mozambique's northern Cabo Delgado province in 2010 have raised hopes of prosperity among its impoverished population AFP/File
Texto por: Orfeu Lisboa
5 min

O terrorismo em Cabo Delgado está a ter um impacto negativo na economia e na vida social sobretudo para a população das vilas afectadas na província de Cabo Delgado, no extremo norte de Moçambique. Posição do Ministro do Interior que reitera a prontidão das forças para combater a violência armada no território nacional.

Publicidade

O Ministro do interior considerou que Moçambique está a ser alvo de agressão e descreveu com preocupação a acção bárbara dos terroristas: «Violam e raptam mulheres, destroem bens numa manifestação grosseira de violação dos direitos humanos, retardando o desenvolvimento económico e social do nosso país», afirmou o Ministro.

Amade Miquidade reafirma a prontidão das forças no combate ao terrorismo em Cabo Delgado e também a violência armada nas províncias de Manica e Sofala no centro do país: «Exortamos a toda sociedade que se junte às forças de defesa e segurança na defesa da nossa soberania e integridade territorial hoje violada», insistiu o Ministro do interior.

Enquanto isso o conselho islâmico de Moçambique está a promover acções de angariação de bens para assistir aos deslocados que ascendem aos 350 mil do terrorismo que já provocou mais de mil mortos.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

Correspondência de Moçambique 30-09-2020

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.