Moçambique

Moçambique recebeu da China as primeiras doses de vacina contra a covid-19

O primeiro lote de vacinas chegou esta quarta-feira à base aérea das Forças Armadas em Maputo, num acto simbólico dirigido pelo chefe do governo moçambicano.
O primeiro lote de vacinas chegou esta quarta-feira à base aérea das Forças Armadas em Maputo, num acto simbólico dirigido pelo chefe do governo moçambicano. LUSA - LUÍSA NHANTUMBO

As vacinas provenientes da China chegaram a Moçambique no âmbito de conversações nos dois últimos meses entre os chefes de estado Filipe Nyusi e Xi Jinping, segundo informou o próprio chefe de Estado moçambicano na rede Facebook, referindo por outro lado estar em conversações com os seus restantes parceiros no intuito de obter outras doses.

Publicidade

Para o primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário que dirigiu a cerimónia de recepção da vacina, na base aérea de Maputo, esta assistência é uma mais-valia para o combate à covid-19. «Agradecemos ao povo e ao governo da China pela oferta do primeiro lote de 200 mil doses de vacina contra a covid-19 que acabamos de receber, incluindo seringas para a sua administração. Enaltecemos os esforços empreendidos», declarou o chefe do governo moçambicano.

De acordo com o executivo moçambicano, o primeiro lote de vacinas contra a covid-19 que acaba de chegar a Moçambique, será administrado a grupos já identificados como sendo prioritários, designadamente os profissionais de saúde.

Para além do apoio da China, foi hoje a vez de a Índia também anunciar através do seu embaixador a doação de 100 mil doses de vacina para o combate à pandemia que, desde Março do ano passado, já causou mais de 600 mortos e contaminou mais de 56 mil pessoas em Moçambique.

O país aguarda igualmente a chegada da parte que lhe compete das vacinas a serem distribuídas através do mecanismo internacional Covax que visa facilitar o acesso dos países com menos rendimentos às vacinas, sem custos para os seus governos.

No âmbito deste dispositivo promovido pela ONU e que tem por objectivo distribuir dois mil milhões de doses da vacina contra o coronavírus até ao final do ano, começaram já esta quarta-feira a ser distribuídas as primeiras doses no Gana que recebeu 600 mil doses da vacina da AstraZeneca.

Para além desta iniciativa, a União Africana tem estado igualmente a tentar apoiar a compra de doses no intuito de conseguir imunizar 60% da população do continente no espaço de três anos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI