Moçambique

Moçambique: autoridades admitem apenas 7 mortos em Palma

Palma, no norte de Moçambique (aqui em Fevereiro de 2017) continua a sofrer ataques de insurrectos.
Palma, no norte de Moçambique (aqui em Fevereiro de 2017) continua a sofrer ataques de insurrectos. AFP - JOHN WESSELS

As forcas de defesa e segurança de Moçambique confirmam apenas a morte de sete pessoas vítimas dos ataques terroristas em Cabo Delgado, no norte do país.Contudo asseguram que tudo está a ser feito para expulsar os homens armados. 

Publicidade

Contra todas as informações o Ministério moçambicano da Defesa nacional torna público e oficial que dos ataques terroristas que se registam desde quarta feira em Palma uma caravana de viaturas foi emboscada o que resultou em varias mortos. Omar Saranga é o porta voz do Ministerio da defesa Nacional.

"As forças de defesa e segurança registaram com pesar a perda de sete vidas de um grupo de cidadãos  que se precipitou numa coluna de viaturas saída do Hotel Amarula que foi embocada pelos terroristas."

Num comunicado à imprensa e sem direito a perguntas o coronel Omar Saranga garante que as tropas estão a trabalhar para expulsar os terroristas.

"[As autoridades militares] informam que continuam a desenvolver neste momento acções concertadas de perseguição com o objectivo de eliminar algumas bolsas de resistência, de saídas esporádicas de terroristas já localizadas pela ofensiva destemida das forças de defesa e de segurança."

As forcas de defesa e segurança já evacuaram e em segurança várias centenas de cidadãos entre moçambicanos e estrangeiros para a cidade de Pemba, a capital da província de Cabo Delgado. 

Correspondência de Maputo, 28/9/2021 noite

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI