Moçambique/Covid-19

Moçambique: Nyusi mantém restrições por mais 21 dias

Filipe Nyusi, Presidente de Moçambique
Filipe Nyusi, Presidente de Moçambique Tiziana FABI / AFP

Filipe Nyusi acaba de anunciar a manutenção de todas as medidas em vigor no país para evitar a propagação da Covid-19.  Numa comunicação à nação no âmbito da situação de calamidade pública em vigor, o Presidente de Moçambique decidiu prolongar as medidas por mais 21 dias, com entrada em vigor às 00h00 de 6 de Abril.

Publicidade

O Presidente moçambicano estende ainda o recolher obrigatório agora das das 22h00 às 04h00, na área metropolitana de Maputo, que abrange os distritos de Matola, Boane e Marracuene, e a ser aplicado em todas as capitais de província. 

Nyusi diz ter consciência dos "sacrifícios que são pedidos a todos” os cidadãos e acrescenta que “a solução é persistir sem desalento e sem dar tréguas à pandemia. (...) Esta batalha faz-se com avanços e recuos. Em nenhum país do mundo este caminho se fez em linha recta. (...) Continuaremos a exigir de todos o cumprimento rigoroso das medidas, mas não queremos nunca pedir aos moçambicanos mais do que aquilo que é necessário.(...) Temos esperança que na nossa próxima comunicação poderemos  anunciar o alívio de muitas restrições agora em vigor”. 

Esta segunda-feira, numa comunicação à nação no âmbito da situação de calamidade pública em vigor, o Presidente de Moçambique decidiu prolongar as medidas de restição por mais 21 dias, com entrada em vigor às 00h00 de 6 de Abril.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI