Moçambique

Embaixador francês em Moçambique afirma que não há vítimas francesas em Palma

Rua de Palma no passado dia 12 de Abril de 2021.
Rua de Palma no passado dia 12 de Abril de 2021. © LUSA - João Relvas

Como parte da União Europeia, o governo francês está a acompanhar com preocupação o evoluir da situação dos ataques terroristas na província de Cabo Delgado que já duram desde Outubro de 2017. Contudo, o Embaixador de França em Moçambique garante que não há compatriotas seus entre as vítimas dos ataques ocorridos em Palma.

Publicidade

A violência armada levou a petrolífera francesa Total, a suspender todas as suas actividades e evacuar os seus funcionários logo após os ataques ocorridos no dia 24 de Março na vila sede de Palma, a cerca de 10 quilómetros do projecto de exploração de gás natural situado na península de Afungi. 

Contudo, ao ser abordado pela comunicação social, o embaixador francês em Moçambique, David Izzo afirmou que não há cidadãos franceses entre as vítimas dos ataques de Palma. "Não, não havia franceses na cidade de Palma", disse o diplomata sem adiantar mais pormenores, à margem da cerimónia de lançamento de um programa de 2 anos a ser implementado em parceria com o Fórum Mulher para apoiar as mulheres jovens das províncias de Manica e Niassa. 

Mais de três semanas depois dos ataques de Palma, as autoridades que na semana passada anunciaram ter retomado o controlo desta vila de 75 mil habitantes, referem que continuam a tentar avaliar o número de vítimas do sucedido.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI