#Cabo Delgado

Moçambique: Filipe Nyusi desmente ataque a Mueda

Filipe Nyusi, Presidente de Moçambique. 21 de Abril de 2016.
Filipe Nyusi, Presidente de Moçambique. 21 de Abril de 2016. THIERRY CHARLIER / AFP

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, desmentiu hoje o ataque à vila de Mueda, na província de Cabo Delgado, garantindo tratar-se de "uma notícia falsa". A informação sobre o ataque a Mueda começou a circular ontem nas redes sociais, depois da vila ter registado um corte nas telecomunicações, explicou à RFI Ricardo Machava, jornalista da STV em Nampula.

Publicidade

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, aproveitou a visita de trabalho à província de Nampula para desmentir o ataque à vila de Mueda, garantindo tratar-se de "uma notícia falsa" que acabou por agitar a população.

Ricardo Machava, jornalista da STV em Nampula, que acompanhou a visita de trabalho do Presidente moçambicano, explicou à RFI que a informação sobre o ataque a Mueda começou a circular ontem nas redes sociais, depois da vila ter registado um corte nas telecomunicações. 

“Houve uma coincidência que deu força a esta teoria do suposto ataque. Porque em Mueda, de ontem para hoje, há problemas de comunicação. Mas a informação que me chegou dá conta de um corte do sinal de telecomunicações de uma das operadoras, no caso concreto a Movitel. A Movitel assegurava as telecomunicações e com este corte acabou parecendo verdade. No entanto, dando fé ao que o Presidente da República disse hoje, relativamente ao suposto ataque, não se trata de uma informação verdadeira”, detalhou. 

Ricardo Machava lembra que num contexto de guerra de informação nunca se pode tomar uma informação 100%  verdadeira, salientando que é preciso ouvir a população e as entidades religiosas de Mueda para confirmar os  factos. 

“É preciso perceber que numa situação dessas nunca se pode tomar a informação como 100% verdadeira. A guerra de informação tem sido o apanágio dos últimos tempos, até que se confirme junto de pessoas inocentes, como a população, entidades religiosas, mais imparciais. Temos que assumir esta posição como oficial, dando reserva de outras versões dos factos”, concluiu.

Alguma imprensa internacional noticiava hoje que a vilas de Palma, Mueda e Pundanhar tinham sido alvo de ataques na quinta-feira, 15 de Abril, citando fontes militares anónimas. 

No passado dia 24 de Março, a vila de Palma, em Cabo Delgado, foi palco de ataque que fez dezenas de mortos e feridos. De acordo com a Organização Internacional das Migrações o ataque provocou mais de 20 mil deslocados, das quais 43% são crianças, agudizando a crise humanitária que se vive no norte do país. 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI