Moçambique

Rapto de empresário na cidade moçambicana de Quelimane

Quelimane, na província da Zambézia, no centro de Moçambique.
Quelimane, na província da Zambézia, no centro de Moçambique. © Lusa

Moçambique registou ontem à noite mais um rapto, na cidade de Quelimane, na província da Zambézia, no centro do país. Esta foi a terceira acção desta natureza no espaço de menos de uma semana em Moçambique.

Publicidade

Michael Umeshkumar Chandular, empresário do ramo do entretenimento, foi levado à força ontem à noite de um restaurante de Quelimane onde se encontrava com amigos. Os autores do sucedido, cinco homens armados, encontram-se em fuga e estão a ser activamente procurados segundo indicam as forças da ordem.

"Avançamos com todas as linhas operativas, temos nos bairros, os secretários dos bairros que estão extremamente atentos a qualquer movimentação especificamente deste tipo de viaturas descrita pelas testemunhas oculares", indicou o porta-voz da polícia na Zambézia, Sidner Lonzo, sublinhando que este foi o primeiro rapto "de que há memória na história da cidade".

São contudo já três raptos registados no espaço de menos de semana a nível nacional. No domingo, um empresário de nacionalidade indiana foi raptado numa das avenidas da capital e na passada terça-feira, uma mulher de 49 anos com nacionalidade portuguesa, foi levada à força à saída do Consulado Geral de Portugal em Maputo.

Perante esta situação, a Renamo através do seu secretário-geral, já veio manifestar a sua preocupação. "Gostaríamos de apelar a polícia, todas as forças vivas da sociedade para que se trabalhe de forma produtiva para que os nossos concidadãos possam devidamente circular em paz neste território nacional", declarou André Magibire ao exigir do governo a protecção dos cidadãos contra este fenómeno criminal. 

De referir que no ano passado, as autoridades moçambicanas recensearam mais de 10 raptos, cujas vítimas foram essencialmente empresários.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI