#Cabo Delgado

OIM alerta para a situação humanitária em Cabo Delgado

OIM alerta para a situação humanitária em Cabo Delgado
OIM alerta para a situação humanitária em Cabo Delgado © Alfredo Zuniga AFP

A Organização Internacional das Migrações alertou hoje para o agravamento da situação humanitária na província de Cabo Delgado, alvo de ataques terroristas.

Publicidade

Os deslocados continuam a chegar à cidade de Pemba diariamente. O alerta é da Organização Internacional das Migrações que está preocupada com o agravamento da situação humanitária na província de Cabo Delgado. 

A Chefe de Missão da Organização Internacional das Migrações em Moçambique, Laure Bonde, admitiu que a situação humanitária agrava-se e a cidade de Pemba, a capital da província de Cabo Delgado, está a rebentar pelas costuras.

“A Organização Internacional para as Migrações está profundamente preocupada com a contínua fuga da população civil, no norte de Moçambique, devido à insegurança na província de Cabo Delgado”, explicou.

De acordo com os números das Nações Unidas, cerca de 30 mil pessoas foram forçadas a fugir da Vila de Palma, norte de Moçambique, palco de violentos combates desde o fim do mês de Março.

Laure Bonde diz que é urgente agir o mais rapidamente possível para evitar que a crise humanitária se espalhe para outras regiões e países vizinhos. 

“É crucial agirmos agora na província de Cabo Delgado para evitar o alastramento da crise para as províncias e países vizinhos”, garante.

Desde finais de 2017, os ataques terroristas em Cabo Delgado já provocaram mais de dois mil mortos e cerca de 700 mil deslocados.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI