Terrorismo

Moçambique perdeu 122 milhões de euros devido a ataques a Cabo Delgado

Rua de Palma no passado dia 12 de Abril de 2021.
Rua de Palma no passado dia 12 de Abril de 2021. © LUSA - João Relvas

O sector privado em Moçambique perdeu cerca de 122 milhões de euros com os ataques ocorridos no mês de Março na vila de Palma, em Cabo Delgado, no norte do país, disse o Presidente da Confederação das Associações Económicas.

Publicidade

Em Moçambique, o sector privado anda de calculadora na mão e já conseguiu quantificar os prejuízos financeiros causados desde o início aos ataques à vila sede de Palma que começaram a 24 de Março.

"De acordo com a avaliação feita, o volume total de perdas registadas para o sector empresarial é cerca de 148 mihões de dólares [cerca de 122 milhões de euros]. Subsistem algumas incertezas devido ao agravamento da segurança da província nortenha de Cabo Delgado", disse Agostinho Vuma, presidente da Confederação das Associações Económicas de Mocambique, em declarações à RFI.

E por isso, numa altura em que a robustez empresarial também decresceu de 40% para 28% devido a factores combinados como calamidades naturais, violência armada e a covid-19, o Presidente da CTA apela a uma intervenção do Banco Central para assegurar o recuperação da moeda nacional.

Oiça aqui o correspondente Orfeu Lisboa:

Correspondência Perdas Económicas Cabo Delgado 07052021

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI