Energia

Empresa Vale vai mesmo retirar-se da exploração de carvão em Moçambique

Mina de carvão em Moatize, explorada pela empresa brasileira Vale, que pretende deixar de explorar o carvão em Moçambique, oficialmente para obter a neutralidade nas suas emissões de carbono em 2050.
Mina de carvão em Moatize, explorada pela empresa brasileira Vale, que pretende deixar de explorar o carvão em Moçambique, oficialmente para obter a neutralidade nas suas emissões de carbono em 2050. © Amanda Rossi

A mineradora brasileira Vale vai mesmo retirar-se do negócio do carvão. A posição foi avançada pelo Ministro dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela, que assegurou  que  o processo decorre a bom ritmo e que estão salvaguardados os direitos das populações.

Publicidade

É tudo uma questão de tempo para estar concluído o processo de retirada do mercado moçambicano da mineradora brasileira Vale, envolvida na exploração do carvão mineral no centro do país há mais de 10 anos, confirmou nesta quarta feira o ministro dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela.   

"O primeiro passo será o negócio efectuado entre os dois accionistas, a Vale e a Mitsui, que irá permitir que a Vale tome conta de 100% do que existe quer na componente de infraestrutura no corredor de Nacala quer na componente de sector mineiro e esse passo deverá ser encerrado nas próximas semanas", garantiu o ministro.

É do conhecimento do Governo moçambicano que a Vale já contratou alguns bancos de investimento que estão a assessorar a identificação de empresas que tenham competências técnicas e financeiras para adquirir  a  participação da Vale no negócio.

"O Governo tem estado a acompanhar o processo assegurando que não seja posta em causa a continuidade das operações do empreendimento mineiro de Moatize de carvão nem no corredor de Nacala", assegurou o governante.

As mais valias serão ainda objecto de uma avaliação da Autoridade Tributária de Mocambique.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI