Moçambique

Forças da SADC entram em acção em Moçambique

Tropas ruandesas
Tropas ruandesas © Secretariado da SADC

O Presidente de Moçambique, e em exercício da SADC, procedeu hoje ao lançamento oficial da missão da Força em Estado de Alerta da Comunidade de Desenvolvimento da Africa Austral.

Publicidade

O Presidente Filipe Nyusi exigiu disciplina, coordenação e bravura às tropas regionais que entram hoje em acção na luta contra o terrorismo em Cabo Delgado

"Temos a certeza que juntos iremos vencer. Às forças em estado de alerta da SADC apelamos, mais uma vez, maior coordenação no teatro operacional, observando com rigor as faixas de responsabilidade prévia e estrategicamente definidas", afimou o Presidente moçambicano.

Em cerimónia separada, o chefe da missão dos peritos militares da SADC, Mpho Molomo, reforçou o objetivo das tropas estrangeiras.

"É nossa intenção estarmos aqui em Moçambique para ajudar as FADM (Forças Armadas de Defesa de Moçambique) a restaurarem a paz e a estabilidade em Moçambique. A missão da força regional da SADC em estado de alerta integra cerca de mil soldados das Forças Armadas da África do Sul, Botswana, Angola, Lesoto e Tanzânia nas especialidades e forças navais, terrestres e aéreas, e tem um custo de 12 milhões de dólares por um período inicial de 30 dias," adiantou o Presidente Filipe Nyusi

 

Forças ruandesas dizem ter reconquistado Mocímboa da Praia, em Cabo Delgado

Entretanto, as forças ruandesas, enviadas desde Julho a Cabo Delgado, no norte de Moçambique, no intuito de apoiar as Forças de Defesa e Segurança moçambicanas na luta contra os jihadistas, afirmaram ter tomado o controlo do estratégico porto de Mocímboa da Praia.

O porto estava nas mãos dos insurrectos desde há um ano.

“A cidade portuária de Mocímboa da Praia, um importante reduto da insurgência há mais de dois anos, foi tomada pelas forças de segurança do Ruanda e de Moçambique”, afirmaram as Forças de Defesa do Ruanda na rede Twitter.

O coronel Ronald Rwivanga, porta-voz do exército ruandês, confirmou que Mocímboa da Praia "caiu".

Mocímboa da Praia caiu nas mãos dos grupos armados no dia 12 de Agosto de 2020, tornando-se na plataforma dos jihadistas locais.

Oiça aqui Omar Saranga, porta-voz do Ministério da Defesa de Moçambique, um som colhido pela Agência Lusa.

Omar Saranga 09/08/2021

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI