Moçambique

Dois membros da Renamo assassinados em Nampula

Logótipo da Renamo
Logótipo da Renamo

 Indivíduos desconhecidos mataram a tiro esta terça-feira em Nampula, Floris Armando de 45 anos delegado político da Renamo em Ribauè e "Zeca"  de 25 anos também membro do partido.

Publicidade

O delegado político distrital da Renamo em Ribáuè e membro da Assembleia Provincial em Nampula Floris Armando, foi esta terça-feira (18/10) baleado mortalmente por homens desconhecidos, que continuam a monte, quando na companhia de outro membro do principal partido da oposição também assassinado, um jovem de 25 anos identificado apenas pelo nome de "Zeca" regressavam de uma cerimónia alusiva à morte de André Matchangaíssa Primeiro Presidente da Renamo, morto a 17 de Outubro de 1979.

Segundo testemunhas citadas pela AIM foram disparados 17 tiros, por dois indivíduos a bordo de uma viatura Toyota, modelo Hilux de côr vermelha, que seguia no sentido de Ipala em direcção à vila de Ribauè, na estrada nacional N°13.

Orfeu Lisboa, correspondente em Maputo

Tudo acontece numa altura em que retomou em Maputo, o diálogo político após o assassinato a tiro no passado dia 8 de Outubro na zona da praia da Costa do Sol, na capital moçambicana de Jeremias Pondeca, quadro sénior da Renamo, membro da comissão de diálogo e do Conselho de Estado, baleado na cabeça e abdómen.

De recordar que o Presidente Filipe Nyusi assistiu ao velório de Jeremias Pondeca e o seu assassínio mereceu repúdio e condenação imediatas por parte da União Europeia e Estados Unidos, enquanto a nível interno o Centro de Pesquisa de Direitos Humanos e Desenvolvimento classificou a sua morte como um atentado à democracia e a Renamo denunciou um assassínio político.

O ministro do interior anunciou a criação de uma equipa multisectorial da polícia para encontrar os assassinos do ex-deputado da Renamo, enquanto ontem no seu informe semanal o porta-voz do comando da polícia Inácio Dina reconheceu não haver avanços para o esclarecimento do crime e remeteu para a dita comissão multisectorial.

Diálogo Político prossegue

O coordenador dos mediadores internacionais na Comissão Mista para o Diálogo Político Mario Raffaeli, que depois de ontem se ter avistado com a Renamo, hoje dialogou com a comissão do governo, não quis prestar declarações, sobre os avanços ou não, tendo apenas referido que foi feito "um recolhimento no início para lembrar a memória de Jeremias Pondeca".

Recorde-se que o diálogo retomado após 17 dias de suspensão visa o encontro entre o Presidente Filipe Nyusi e o líder da Renamo Afonso Dhlakama.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI