MOÇAMBIQUE

Marfim moçambicano apreendido no Camboja

Apreensão de marfim no Camboja.
Apreensão de marfim no Camboja. AFP/Wildlife Alliance

As autoridades do Camboja anunciaram ter apreendido 1,3 toneladas de marfim proveniente de Moçambique e destinadas à China. Esta é uma das mais importantes apreensões no Camboja este ano.

Publicidade

De acordo com a Wildlife Alliance Cambodia, uma associação que ajuda as autoridades a encontrar os traficantes, foram encontradas 1,3 toneladas de marfim proveniente de Moçambique e destinadas à China. O material estava escondido atrás de vigas de madeira dentro de contentores que chegaram de barco até ao terminal de Kandal, perto de Phnom Penh.

Além de 1,3 toneladas de marfim de elefante, foram encontrados 10 crânios de leopardos, 82 quilos de ossos de animais e 137 quilos de escamas de pangolim. O pangolim é um pequeno mamífero coberto de escamas que está em vias de extinção devido à caça furtiva, sendo o animal mais traficado no mundo. Na Ásia, as suas escamas são usadas na medicina tradicional e a sua carne é apreciada na cozinha.

O comércio de marfim é proibido e tem contribuído para a nítida redução de elefantes em África nos últimos anos.

A associação Wildlife Alliance informou que o principal suspeito deste caso é um vietnamita que está em fuga, conhecido como um grande contrabandista.

Esta é uma das mais importantes apreensões de marfim este ano, no Camboja, e ilustra o papel deste país num tráfico alimentado pela procura chinesa. Os ecologistas têm alertado que o Camboja se tornou num local de passagem para o marfim africano nos últimos anos.

Iussuf Adam, professor universitário em Maputo, especialista da caça furtiva, comenta este novo caso.

Iussuf Adam, Professor Universitário de Maputo I

Iussuf Adam admite ter testemunhado muitas áreas já sem elefantes e apela a que se faça luz sobre esta apreensão no Camboja de marfim moçambicano.

Iussuf Adam, Professor Universitário de Maputo II

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI