Moçambique

Odebrecht envolvida em escândalo de corrupção

O metical, moeda moçambicana
O metical, moeda moçambicana DR

 O pagamento de luvas por parte da empresa brasileira de construção civil Odebrecht para concursos públicos em Moçambique ascenderia a 900 mil dólares. 

Publicidade

 A seguir ao escândalo financeiro relacionado com o pagamento de 800 mil dólares em subornos a moçambicanos por parte da Embraer (no caso de venda de duas aeronaves às Linhas Aéreas de Moçambique), o departamento da justiça americana revelou esta semana outro caso de corrupção envolvendo a construtora brasileira Odebrecht, que terá pago 900 mil dólares de subornos em Moçambique, entre os anos 2011 e 2014, para ganhar concursos de obras públicas.

Com forte presença em Moçambique desde 2010, a Odebrecht foi responsável pela construção do Aeroporto Internacional de Nacala, avaliado em mais de 200 milhões de dólares e terá ganho o concurso para a construção da via BRT transporte Rápido para Autocarro na cidade de Maputo, avaliado em 225 milhões de dólares.

Contactada pela RFI a Odebrecht recusou pronunciar-se sobre o caso, mas reafirmou o seu compromisso em colaborar com a Justiça. A empresa alega estar a implantar as melhores práticas baseadas na ética, transparência e integridade.

Confira aqui a crónica do nosso correspondente em Moçambique, Orfeu Lisboa. 

Odebrecht visada num escandalo de corrupção em Moçambique RFI MAPUTO

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI