Moçambique / Nampula

Moçambique : Manuel Tocova em parte incerta

Mapa de Moçambique
Mapa de Moçambique DR

O Presidente interino do município de Nampula está em parte incerta, e denuncia estar a ser alvo de perseguição por um grupo de homens armados. Manuel Tocova considera que a acção visa denegrir a sua imagem quando Nampula se prepara para eleições intercalares.

Publicidade

O município de Nampula está sem liderança já lá vão dois dias ! É que o presidente interino da cidade não é visto em público. Manuel Tocova afirma estar a ser alvo de perseguição por um grupo de homens que o acusa de ter assassinado a 4 de Outubro, o então autarca Mahamudo Amurane. 

Para Manuel Tocova, que é membro do MDM, terceira força política do país e na oposição, em entrevista telefónica, tudo isto não passa de uma armadilha .

Enquanto isso, no município de Nampula, a confusão está instalada entre um grupo de vereadores exonerados e outros nomeados e empossados pelo presidente interino, Manuel Tocava.

Trata-se de 10 vereadores e 6 chefes de postos administrativos, nomeados pelo presidente interino do município de Nampula, logo que assumiu a presidência provisória, devido ao assassinato de Mahumudo Amurane.

Entreatanto, esta terça-feira, no final de mais uma sessão do Conselho de Ministros, foi fixada para o próximo 24 de Janeiro a data para as eleições  intercalares em Nampula, na sequência do assassinato do edil daquele munícipio, Mahamudo Amurane, no dia 4 de Outubro, dia da Paz em Moçambique.

Oiça aqui a crónica de Orfeu Lisboa, em Moçambique :

Orfeu Lisboa, correspondente da RFI em Moçambique

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI