Moçambique

Crise financeira em Moçambique afecta empresas

Estação ferroviária de Maputo, capital de Moçambique, com empresas afectadas pela crise económica e financeira
Estação ferroviária de Maputo, capital de Moçambique, com empresas afectadas pela crise económica e financeira Foto: Miguel Martins/RFI

A crise económica e financeira na qual Moçambique está mergulhado está a afectar directamente a economia nacional. De acordo com a confederação das associações económicas o sector da construção civil e as pequenas e médias empresas são os mais afectados, tendo em conta que há uma forte baixa dos investimentos estrangeiros.

Publicidade

O investimento total na economia em Moçambique regista uma queda acentuada como consequência directa da crise económica e financeira que o país atravessa revela a Confederação das Associações Económicas, CTA. 

Para Agostinho Vuma, Presidente da CTA a crise económica está a afectar severamente dois sectores dependentes em grandes parte, também estes, de grandes investimentos. 

"Imobiliária e construção civil são os sectores mais penalizados, onde o investimento estrangeiro caiu 40% e 70% respectivamente", sublinha Agostinho Vuma.

Para sair desta situação de aperto, soluções urgentes precisam-se diz a classe empresarial moçambicana.

De Maputo, o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

Orfeu Lisboa, correspondente em Maputo

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI