Moçambique

Moçambique: Forças armadas prontas a intervir

Mocímboa da Praia.
Mocímboa da Praia. Lusa

Em Moçambique, as forças armadas poderão intervir para por fim aos ataques armados perpetrados por homens desconhecidos na província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique, assegurou o vice-ministro da defesa nacional, Patrício José, que considera que a situação é uma afronta ao Estado e uma ameaça à soberania nacional.

Publicidade

Os ataques levados a cabo por homens armados com supostas ligações a movimentos fundamentalistas islâmicos em Mocímboa da Praia em Cabo Delgado no norte de Moçambique ainda não merece a intervenção militar defendeu o Vice-Ministro da Defesa Nacional Patrício José.

Ainda assim admite o vice-ministro da defesa que a situação é uma ameaça à soberania.

Dos ataques registados desde 5 de Outubro de 2017 e o último dos quais na passada segunda-feira na província nortenha de Cabo Delgado, resultaram na morte de 19 pessoas e a vandalização e saque em hospitais, esquadras da polícia e residências das populações.

Mais pormenores com o nosso correspondente em Maputo, Orfeu Lisboa.

Correspondência de Orfeu Lisboa

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI