Moçambique está de luto

Áudio 08:04
Afonso Dhlakama
Afonso Dhlakama GIANLUIGI GUERCIA GIANLUIGI GUERCIA / AFP
Por: Lígia ANJOS
10 min

A marcar a actualidade desta semana em África esteve a morte do líder histórico Afonso Dhlakama. Na liderança do maior partido da oposição em Moçambique durante 39 anos, Afonso Dhlakama faleceu na manhã de quinta-feira.Ao expressar dor pela morte de Afonso Dhlakama, o antigo Presidente moçambicano Joaquim Chissano, que assinou o acordo geral de paz com o chefe da Renamo em 1992, refere ter guardado o contacto ainda recentemente com ele e mostra-se confiante na continuidade do processo de paz no qual Dhlakama estava a empenhar.Esta semana, o preço de comercialização da castanha de caju passou a ser livre e os1000 francos CFA/kg impostos a 24 de Março pelo Presidente guineense José Mário Vaz, passam a ser um preço de referência. O sociólogo guineense Miguel de Barros considera que a liberalização do preço ajuda a sair do sufoco, pede responsabilização e aponta o dedo à dependência extrema do país de um único produto de exportação.Terminou na terça-feira a visita a Angola do primeiro-ministro cabo-verdiano. Ulisses Correia e Silva fez um balanço muito positivo da deslocação com a elevação do relacionamento ao nível de uma parceria estratégica.