Convidado

Maio de 68 nas barricadas da rua Gay-Lussac

Áudio 09:32
Fernando Medeiros. Março de 2018. Paris.
Fernando Medeiros. Março de 2018. Paris. Carina Branco

Cinquenta anos depois de Maio de 68, Fernando Medeiros recorda “as barricadas a sério” da rua Gay-Lussac, onde morava, uma artéria que “foi literalmente desnudada”. O português participou em várias manifestações, esteve em reuniões de comités de solidariedade com as lutas de libertação das antigas colónias e entrou num comité de acção do 13º bairro de Paris. Oiça aqui as memórias de “um enterro festivo do velho mundo”.