Moçambique / Cabo Delgado

Moçambique: 90 mortos e 67 feridos em ataques de Cabo Delgado

Macomia, na província de Cabo Delgado, a Norte de Moçambique. Junho de 2018 (imagem de ilustração).
Macomia, na província de Cabo Delgado, a Norte de Moçambique. Junho de 2018 (imagem de ilustração). EMIDIO JOSINE / AFP

Em Moçambique, várias povoações da província de Cabo Delgado, situada entre 1.500 a 2.000 quilómetros a Norte da capital, Maputo, têm sido atacadas por desconhecidos desde há um ano a esta parte. A polícia revelou hoje que 90 pessoas morreram, e 67 ficaram feridas nesses ataques.

Publicidade

Celebrou-se hoje, em Moçambique, o dia da Paz e Reconciliação. Na capital, Maputo, teve lugar uma cerimónia oficial, e logo após, Bernardino Rafael, comandante-geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), revelou que 90 pessoas morreram, e 67 ficaram feridas desde o início dos ataques protagonizados por grupos armados, a 5 de  Outubro de 2017, por grupos armados, em várias aldeias da província de Cabo Delgado, a Norte do País.

Fazendo o balanço da onda de violência que se abateu sobre aquela região, Bernardino Rafael salientou ainda que esses grupos armados destruíram 1.605 casas, causando um grande número de deslocados.

Ainda segundo o Comandante-geral da Polícia da República de Moçambique, as  Forças de Defesa e Segurança detiveram 280 pessoas suspeitas de envolvimento naqueles ataques, e continuam a trabalhar para proteger as populações daquela região.

Oiça aqui as declarações de Bernardino Rafael, comandante-geral da Polícia da República de Moçambique :

 

Bernardino Rafael, comandante-geral da Polícia da República de Moçambique ( Som da agência Lusa )

 

Resta acrescentar que  - até hoje - não foi registada nenhuma reivindicação por parte daqueles grupos armados, mas vários investigadores estimam que os ataques tenham uma relação com as redes de tráfico de heroína, marfim, rubis e madeira.

Com a colaboração da Agência portuguesa de notícias LUSA

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI