Moçambique

Renamo coloca ordem no partido

Apoiante Renamo
Apoiante Renamo GIANLUIGI GUERCIA / AFP

Membros da Renamo tomaram de assalto, esta manhã, a sede do partido na cidade da Beira para forçar a retirada de dois membros que à revelia dos estatutos do partido se apoderaram de cargos para aos quais não foram eleitos.

Publicidade

Trata-se de Sandura Ambrósio que se autoproclamou delegado político da província de Sofala e Luís Chitato que assumiu as funções de delegado político da cidade da Beira.

Os actos não foram bem vistos pelos membros do partido que tomaram de assalto, esta manhã, a sede do partido na cidade da Beira para forçar a retirada de dois membros.

Reagindo a esta situação de conflito, que se arrasta desde 11 de Fevereiro, o porta-voz nacional da Renamo, José Manteigas, afirmou que estes actos criam perturbação no seio do principal partido da oposição.

O partido Renamo distancia-se dos actos praticados por aquele grupo, que são nulos e sem nenhum efeito. O partido apela a esses cidadãos a acatar as orientações do partido e a respeitar escrupulosamente os órgãos internos”, referiu.

A Renamo apela ainda à união entre os membros do partido, com vista a participação da principal força da oposição nas eleições presidenciais, legislativas e provinciais marcadas para 15 de Outubro deste ano.

Correspondência de Orfeu Lisboa

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI