Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Moçambique: Ministro do Interior desmente mortos nos últimos ataques

Imagem de Arquivo.
Imagem de Arquivo. RFI
Texto por: RFI
4 min

O Ministro do interior deslocou-se ao local alvo de ataques em Sofala e garante que os últimos registados na Terça-feira, contra três viaturas, foram protagonizados por guerrilheiros da Renamo.

Publicidade

O ministro do interior visitou o local onde na terça-feira, ao longo da estrada nacional número 1 na província de Sofala, três viaturas foram incendiadas. Declarações que contradizem as do motorista do autocarro e de testemunhas oculares. Basílio Monteiro desmente que mais de 10 pessoas tenham morrido neste ataque e também aponta culpados.

O ministro do interior revelou também que face à situação dos ataques, será reforçada a patrulha para garantir a livre circulação de pessoas e bens no corredor entre as províncias de Sofala e Manica.

Desde Agosto,e contando com o último ataque, um total de 21 pessoas morreram em ataques armados de grupos que deambulam pelas matas nas províncias de Sofala e Manica.

As incursões acontecem num reduto da Renamo e onde os guerrilheiros daquele partido se confrontaram com as forças de defesa e segurança moçambicanas até ao cessar-fogo de Dezembro de 2016.

No entanto o partido afastou-se dos atuais incidentes e diz que está a cumprir as ações de desarmamento que constam do acordo de paz de 06 de agosto deste ano.

Recorde-se que há um grupo dissidente da Renamo, liderado por Mariano Nhongo, que permanece na região, reivindicando melhores condições de desmobilização e ameaçando recorrer as armas caso não seja ouvido.

Mais pormenores com o nosso correspondente Orfeu Lisboa.

Orfeu Lisboa, correspondente da RFI em Maputo

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.