China/Congresso

China quer crescer 8% em 2010, anuncia premiê na abertura do Congresso anual

Sessão do Congresso Nacional do Povo, em Pequim.
Sessão do Congresso Nacional do Povo, em Pequim. Foto: Carl De Keyzer/ Magnum Photos

No discurso de abertura do 20° Congresso Nacional Popular da China o premiê Wen Jiabao anunciou a meta de crescimento de 8% do PIB. Se a China, terceira economia mundial depois dos Estados Unidos e Japão, foi o primeiro país a mostrar sinais de recuperação econômica depois da crise, para o governo, o ano de 2010 também vai ser complexo.

Publicidade

No discurso de abertura do 20° Congresso Nacional Popular, o grande encontro político anual na China, o primeiro-ministro chinês Wen Jiabao anunciou um crescimento de cerca de 8% para a economia nacional.

Se a China, terceira economia mundial depois dos Estados Unidos e Japão, foi o primeiro país a mostrar sinais de recuperação econômica depois da crise, para o governo, o ano de 2010 também vai ser complexo.

Durante duas horas, Wen Jiabao leu os planos para este ano e na lista uma das prioridades é a criação de empregos para mais de nove milhões de pessoas que vão chegar ao mercado. Numa mensagem menos ambiciosa do que as dos anos anteriores, o premiê explicou que a China tem que investir mais no crescimento interno.

As pequenas e médias empresas vão ter um melhor apoio financeiro e no meio rural o crédito também vai ser facilitado. Os projectos faraônicos ficam de fora neste ano de recuperação da crise. Wen Jiabao disse que é importante que os investimentos nacionais sejam muito bem pensados e, os que estão em andamento, terminados.

O orçamento para a Defesa aumenta 7,5%, um índice menor do que nos anos anteriores. Proteger o ambiente e investir em novas energias foram outras das metas traçadas.

Segurança

Na histórica praça Tiananmen, o aparato policial revela a importância do encontro, que dura mais de uma semana e reúne em Pequim as principais autoridades chinesas.

Este ano, 700 mil pessoas foram mobilizadas para garantir a segurança, entre voluntários, a polícia e o exército.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI