Acesso ao principal conteúdo
Tailândia/Violência

Camisas vermelhas pedem intervenção da UE

Policiais e camisas vermelhas se enfrentam no centro de Bangcoc.
Policiais e camisas vermelhas se enfrentam no centro de Bangcoc. Reuters / V. Prakash
Texto por: RFI
2 min

As autoridades tailandesas anunciaram, nesta quinta-feira, que vão intensificar as ações contra os manifestantes antigovernistas, os camisas vermelhas, em Bangoc. Temendo uma ofensiva violenta, os partidários antigoverno pedem uma intervenção europeia.

Publicidade

Os camisas vermelhas, opositores do governo da Talândia, enviaram um apelo à União Europeia. Segundo um manifesto distribuído aos jornalistas nesta quinta-feira, o grupo antigovernista pede a intervenção da Europa para evitar um banho de sangue. Ontem um soldado foi morto durante os confrontos com os manifestantes opositores do governo, elevando para 27 o número de mortos desde que os conflitos começaram.

Os manifestantes estão acampados no principal centro comercial da capital. Desde março, eles pedem a demissão do atual primeiro ministro Abhisit Vejjajiva. Os "camisas vermelhas" da Frente Unida para a Democracia e contra a Ditadura são, em sua maioria, das zonas rurais do norte e noroeste do país. Eles são partidários do ex-premiê Thaksin Shinawatra, deposto em 2006 e condenado por corrupção, e exigem a renúncia do atual governo e a convocação de novas eleições.

O ministro de Relações Exteriores da Tailândia, Kasit Piromya, tenta acalmar os ânimos. Ele afirmou, em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, que a comunidade internacional não precisa se preocupar, pois o governo tem o controle da situação.

Em sete semanas, o conflito já fez 27 mortos e cerca de 1000 feridos. Além disso, o país já começa a sentir perdas econômicas, especialmente no setor de turismo, a segunda principal atividade do país.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.