Eclipse/Polinésia

Milhares de turistas assistem eclipse solar na Polinésia Francesa

O eclipse solar poderá ser observado quase na totalidade na Polinésia Francesa.
O eclipse solar poderá ser observado quase na totalidade na Polinésia Francesa. Reuters/China Daily

Só na ilha de Páscoa, cerca de 4 mil visitantes são esperados, exatamente o dobro da população. As autoridades locais chegaram até mesmo a lançar uma campanha para prevenir lesões nos olhos e encomendou 118 mil óculos

Publicidade

Cerca de 5 mil turistas são esperados na Polinésia francesa neste domingo, onde o eclipse será visível às 18h37 GMT. Em Papete, no Taiti, o fenômeno poderá ser observado praticamente na sua totalidade. Em Pukapula e Tatakoto, ele deve durar quatro minutos e 41 segundos. As autoridades locais chegaram até mesmo a lançar uma campanha para prevenir lesões nos olhos. No último eclipse, alguns nativos perderam parte da visão porque não protegeram a vista. Cerca de 118 mil pares de óculos especiais estão disponíveis em supermercados e farmácias.

Na ilha de Páscoa, território chileno, onde o eclipse também será visível, são esperados 4 mil visitantes, exatamente o dobro da população. Quatro vôos transportando 1032 passageiros chegam neste domingo no aeroporto de Mataveri, que tem capacidade para apenas uma aterrissagem por dia. O fluxo de turistas preocupa as autoridades, já que muitos deles decidem ficar depois de conhecer a ilha, alterando os costumes dos Rapa Nui, a etnia local. No ano passado, o governo chileno chegou a enviar um projeto de lei para limitar o número de turistas que visitam a ilha e impedir que alguns deles se instalem definitivamente.

A sombra da lua também vai cobrir uma parte do Chile e da Argentina. O último eclipse solar pôde ser observado na China, em janeiro.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI