Acesso ao principal conteúdo
Petróleo/AIE

Demanda mundial de petróleo deve aumentar em 2010 e 2011

A demanda mundial de petróleo deve aumentar em 2010 e 2011
A demanda mundial de petróleo deve aumentar em 2010 e 2011 Flickr/ blizzy78
Texto por: RFI
2 min

O novo relatório, publicado nesta quarta-feira, o mundo deverá consumir neste ano 86,6 milhões de barris diários. Uma alta de 2,2% em relação ao ano passado.

Publicidade

A AIE (Agência Internacional de Energia) revisou para cima as suas previsões sobre a demanda mundial de petróleo para 2010 e 2011. De acordo com o novo relatório mensal, publicado nesta quarta-feira, o mundo deverá consumir nesse ano 86,6 milhões de barris diários. Uma alta de 2,2% em relação ao ano passado. Para 2011, o consumo deve chegar a 87,9 milhões de barris por dia, um aumento de 1,5% se comparado a esse ano.

A revisão das estimativas se devem, sobretudo, às novas projeções do crescimento econômico mundial feitas pelo FMI (Fundo Monetário Internacional) e pela OCDE (Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômicos). Em outras palavras, a AIE baseou os seus novos cálculos sobre uma hipótese de expansão econômica mundial.

O relatório mostra ainda que o crescimento da demanda do combustível foi provocado pelos países emergentes. Na China, por exemplo, o consumo do produto aumentou quase 10% em um ano, muito embora esse índice deva cair pela metade em 2011. Por outro lado, nos países ricos membros da OCDE, a demanda é estável. Para esse ano, a expectativa é de uma alta 0,2% para 2011. A agência divulgou também os dados relativos à produção de petróleo. Foram produzidos um milhão e oitocentos mil barris a mais do que no mesmo período do ano passado.

Colaboração de Lucien Adedo, especial para a RFI
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.